Despersonalizando correções

Como corrigir comportamentos que ocorrem quando não estamos presentes? Essa é uma questão comum para tutores de cães que sobem em móveis, roem objetos ou roubam alimentos.

É muito importante entendermos que devemos ensinar aos nossos amigos peludos o que esperamos deles em determinadas situações e, somente depois, colocarmos essas situações à prova.

No exemplo de subir em móveis, devemos primeiro entender porque o cão está subindo em determinado local. Pode ser para dormir, para brincar ou para roubar algum alimento. Se for para dormir, precisamos fazer uma cama aconchegante e com o nosso cheiro para o amigo, estimulá-lo a usá-la, brincar nela e deixar uma roupa usada nossa junto para que ele se sinta seguro e confortável.

Somente após podemos pensar em algum tipo de bronca despersonalizada para que ele deixe de subir no sofá. De início, não devemos deixar o local do erro sempre disponível ao cão, somente durante os momentos de treino, para que ele não persista no erro e assim demore a entender o que queremos dele.

A bronca deve ser um barulho leve, porém desconfortável. Não pode causar um susto grande ao cão, pois não queremos lhe trazer nenhum trauma. Devemos poder ver o local do erro, mas o cão deve achar que não estamos observando. Assim que ele tentar subir ou se aproximar do local, fazemos o barulho e ele desiste de seu intento.

Com o passar das repetições ele vai perceber que ficar em sua cama é bem melhor do que tentar subir no sofá e ouvir aquele barulho.

Nas situações onde roer ou roubar objetos é o problema, devemos guardar qualquer coisa que o cão possa conseguir roubar e roer e introduzi-lo aos poucos em sessões de treino presenciais e depois em sessões similares à situação descrita acima, mas sempre avaliando a sensibilidade do seu cão ao barulho. O treino é específico para cada cão.

Já para os que roubam comida, devemos reforçar bastante os treinos de limite e ensinar o que significa a palavra “Não”, somente depois iniciamos os despersonalizados e começamos com alimentos de baixo valor para o cão até chegarmos aos de alto valor. Introduzir brinquedos interativos, aqueles com alimento dentro, é de grande valia nesses casos. Já que o cão entende que não precisa roubar para ter coisas gostosas.

Devido à grande diversidade de situações e aos diferentes níveis de sensibilidade de cada cão, o acompanhamento de um adestrador profissional é muito importante e pode acelerar os resultados enquanto pode avaliar com segurança o nível de sensibilidade do pet.

Caso tenha dúvidas, procure um profissional para te auxiliar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *