Como ensinar o cão a deitar e se fingir de morto?

Ensinar truques aos nossos cães é sempre divertido, mas também pode exercer a função de relaxar o animal em situações de estresse. Passeios, conhecer pessoas e animais ou mesmo realizar uma visita ao veterinário podem ser situações desconfortáveis para o pet, porém, quando ele as associa com comandos divertidos e com recompensas, esses momentos podem se tornar mais calmos e até divertidos.

Após o cachorro aprender a sentar sob comando, podemos ensiná-lo a se deitar. A melhor forma de ensinar um novo comando é pela indução, pois assim o pet associa o comando a algo bom e passa a responder com alegria quando lhe pedem para fazê-lo.

“Deita”

Para que o animal se deite, peça a posição “senta”. Coloque um petisco ou brinquedo (não muito valioso, mas que o cão goste) na frente de seu focinho e desça a mão até o chão de forma lenta, colocando-a alguns centímetros para frente. Caso o cão levante o traseiro do chão, voltamos a pedir a posição “Senta”, mas sem recompensa, e começamos novamente.

Para os filhotes esse pode ser um comando simples. No entanto, para alguns cães, principalmente os adultos, ele pode ser confuso no início. Caso o pet não se deite, devemos tentar uma superfície mais macia, como um tapete ou sofá.

Em alguns casos precisamos recompensar comportamentos intermediários ao deita, como o agachar ou o esticar uma ou as duas patas, mesmo sem deitar completamente. Após recompensarmos esse comportamento algumas vezes, a tendência é que o cão se deite. Partimos do princípio de que todo comportamento que foi recompensado, quando passa a ser ignorado tende a aumentar de frequência e intensidade.

“Morto”

É um comando divertido e que requer confiança e relaxamento do cão. Os pets que costumam ser ansiosos ou inseguros podem ter dificuldade com o pedido “morto”. Outros, podem não gostar de realizá-lo em ambientes externos e movimentados, por isso devemos evoluir aos poucos o treino e sem forçar o animal. Esse comando, se bem realizado e treinado, pode aumentar a autoconfiança do cão e estreitar o seu relacionamento com as pessoas.

Para realizar o comando “morto”, comece pelo “deita”, recompense o amigo e pegue outro petisco. Com ele deitado, coloque o petisco logo à frente do focinho do animal e vá lentamente em direção à costela dele. O movimento da sua mão deve ser lento e gradual, observando respostas do corpo do cão antes de avançar para mais perto da costela.

Ele demonstra que está aprendendo quando vira o quadril com as pernas voltadas para a direção da sua mão e depois deita o ombro no chão. Assim que ele fizer isso, sua mão deve voltar à direção do focinho do o pet até que a sua cabeça repouse no chão.

Da mesma forma que o “deita”, esse comando pode ter que ser construído aos poucos, usando o mesmo princípio relatado acima. Depois que o cão aprende a se deitar, podemos começar a trabalhar na duração do comportamento e na distância da mão que pede o comando.

Ensinar comandos ao seu cão é vital para a construção de uma melhor comunicação entre vocês e para o fortalecimento do vínculo de afeto e confiança. Por isso, é importante respeitar a velocidade e características emocionais e físicas de cada indivíduo.

Cada um tem seu ritmo de aprendizado e gostos únicos. O importante é que o treino seja leve e divertido para ambos. Se precisar, conte com ajuda profissional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *